Coronavírus no Piauí

Teresina terá ambulatório para pacientes com sequelas após Covid-19

Os médicos que atuam no Centro de Operação em Emergências (COE) da FMS estão finalizando o protocolo para funcionamento do ambulatório.
  • VIVIANE ROCHA
12/11/2020 18h02 - atualizado

A Prefeitura de Teresina vai criar um ambulatório para atender pacientes que ficaram com sequelas decorrentes da Covid-19. A previsão é de que o serviço comece a funcionar a partir da próxima semana, no Centro de Saúde Lineu Araújo.

Com a ação, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) pretende proporcionar o monitoramento do quadro de saúde dessas pessoas, por meio da oferta de consultas e exames nas áreas de cardiologia, nefrologia, neurologia, pneumologia, fisioterapia e nutrição.

Os médicos que atuam no Centro de Operação em Emergências (COE) da FMS estão finalizando o protocolo para funcionamento do ambulatório. O presidente da FMS, Manoel de Moura Neto, afirma que haverá treinamento direcionado aos médicos da Atenção Básica e da rede hospitalar. 

O coordenador médico do COE da FMS, Walfrido Salmito diz que essa doença é nova e que ainda é alvo de estudos científicos pelo mundo, mas sabe-se que a lista de sequelas dessa infecção é extensa e pode comprometer o funcionamento de diversos órgãos. Os pacientes podem desenvolver pneumonia, ter disfunção renal, além de problemas neurológicos, cardíacos e pulmonares.

Os pacientes que ficaram com sequelas após infecção por Covid-19 poderão se dirigir às Unidades Básicas de Saúde (UBS), para receber atendimento. Eles serão avaliados por médicos nesses locais e encaminhados para o ambulatório, se houver necessidade. Já os que estão com Covid-19, internados nos Hospitais da Prefeitura, no momento da alta, poderão também ser direcionados ao Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo.

Mais na Web