Política

“Wilson Martins não levará nada para o Governo”, diz Ciro Nogueira

O senador afirmou que não se preocupa com a ida do PSB para a base de Wellington Dias, já que a maioria dos prefeitos da legenda são ligados ao Progressistas.
05/04/2021 06h16 - atualizado

Em entrevista ao Viagora, o senador Ciro Nogueira (Progressistas) falou sobre a ida do PSB para a base do governador Wellington Dias (PT), e sobre a possibilidade do atual secretário estadual da Fazenda, Rafael Fonteles, ser o nome indicado pelo PT para concorrer ao Palácio de Karnak nas eleições de 2022.

O senador, que é presidente nacional do Progressistas, afirmou que caso Rafael Fonteles seja de fato o candidato do governador, ele apenas dará continuidade ao que o parlamentar chamou de “desastre administrativo”. Ciro declarou que o nome do secretário aparece com pouca expressão nas pesquisas de intenção de voto, mas que, apesar disso, há chances de Rafael ser o candidato de Wellington levando em consideração a base forte que o governador possui.

“O secretário Rafael Fonteles hoje, na prática, já é o governador. Então [ele ser candidato] seria a continuidade desse desastre administrativo. É um secretário que não saiu da sua função, ele foi o tesoureiro da campanha do Wellington, é um homem que lida com essa parte de campanha, é um homem que tem uma série de situações que comprometem a sua história, no diz respeito a esse desastre administrativo que está se consolidando. Hoje nas pesquisas eu vejo o Rafael com 1%, 2%, não tem perspectiva eleitoral nenhuma, mas é de uma base muito forte e pode vir a se tornar o candidato do PT no próximo ano”, comentou o senador.

  • Foto: Kelvyn Coutinho/ViagoraSenador Ciro Nogueira (Progressitas)Senador Ciro Nogueira (Progressitas)

Em relação à reaproximação de Wilson Martins com o governador Wellington Dias, Ciro relata que não se preocupa com a ida do PSB para a base do Governo, já que segundo ele, grande parte dos prefeitos da legenda estão ligados ao Progressistas. Na avaliação do senador, o PSB integrar a base de Wellington Dias não irá agregar mais apoio para o Governo do Estado.

“Todo governante quando perde o apoio popular, como é o caso do Wellington, ele tem que buscar apoio das lideranças, principalmente das lideranças que estão fora do poder. Eu não me preocupo com essa ida do Wilson porque quantos prefeitos o Wilson vai levar pra base? Todos os prefeitos do PSB estão ligados a mim, e alguns eu pedi até para ficar no PSB, porque nós queríamos o apoio do PSB. Então o Wilson ir para o Governo, além de criar uma imagem hoje na população de que o governador está preocupado com esse tipo de situação, de acomodar político, de dar secretaria, ao invés de estar preocupado com a gestão, preocupado com essa pandemia,está buscando trazer apoio. [...] O Wilson é um homem de história, meu amigo, um homem que eu respeito, mas politicamente não vai levar nada para o Governo do Estado”, completou.

Mais na Web