Viagora

Ismael Silva diz que eleições não prejudicariam votação na Câmara

O vereador ressalta que questionou a medida, devido a justificativa utilizada pelo autor da proposta, Deolindo Moura (PT), de que as eleições gerais atrapalhariam a votação na Câmara de Teresina.

Nesta quarta-feira (15), o vereador Isamel Silva (PSD) falou sobre seu posicionamento em relação a votação para a presidência da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Teresina que elegeu Enzo Samuel (PDT), ex-líder do prefeito Dr. Pessoa, para comandar a Casa. O parlamentar foi o único a não votar na chapa eleita.

Questionado se houve uma articulação contra a candidatura do vereador Renato Berger, que manifestou seu desejo de concorrer a vaga após a votação que antecipou as eleições para esta quarta, Isamel Silva explicou que não sabe ao certo. O parlamentar afirma que soube da pretensão de Berger somente após a votação.

Foto: Luis Marcos/ ViagoraVereador Ismael Silva
Vereador Ismael Silva

“Na verdade, eu não sei se houve, porque eu não sei se o próprio Renato já havia anunciado esse interesse, eu soube do interesse dele como candidato a presidente já ontem depois do momento da sessão em que foi votado o regime de urgência para a votação de hoje”, explica.

Isamel Silva ainda destacou que não pretende judicializar o caso, visto que o regulamento interno da Câmara já autoriza a antecipação das eleições. Porém, o vereador ressalta que questionou a medida, devido a justificativa utilizada pelo autor da proposta, o parlamentar Deolindo Moura (PT).

O petista argumentou que as eleições geras poderiam atrapalhar a votação da mesa diretora devido o apoio dos vereadores declarados para a disputa que ocorre em outubro. Ismael Silva e o vereador Dudu foram os únicos que se abstiveram na votação do requerimento.

“Judicializar não porque na verdade o próprio regimento interno já autoriza essa antecipação do processo eleitoral, a única coisa que eu sempre questionei dessa antecipação foi a justificativa das eleições de 2022 que vai gerar prejuízos e eu acho que quem está comprometido com a cidade de Teresina e quem está hoje no mandato de vereador em Teresina não vai abrir mão dos trabalhos na Câmara para trabalhar em campanha eleitoral”, declara.

Ismael Silva declarou que é necessário que o processo eleitoral fosse realizado de forma regular para oportunizar um debate entre os vereadores.

“Essa foi justamente a justificativa que eu apresentei em relação aos debates eu não tenho interesse nenhum, deixo isso muito claro, de participar da Mesa Diretora, o nosso compromisso aqui é representar Teresina, mas que o processo fosse feito de forma regular, oportunizar o debate, ouvir as ideias e propostas de todos”, afirma.

Facebook
Indicado para você
Veja também