Viagora

Acusado de matar rival em Teresina vai a júri popular

O crime aconteceu no dia 07 de agosto de 2021, as 16:45h no Posto Planalto II, na zona Sul da capital.

O juiz Antônio Reis de Jesus Nollêto, da Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina, proferiu decisão pronunciando Túlio Ítalo para submeter-se a julgamento perante o Tribunal do Júri pela prática do crime de homicídio qualificado cometido contra a vítima Francisco Elizelton.

De acordo com Tribunal de Justiça do Piauí, o crime ocorreu no dia 07 de agosto de 2021, as 16:45h no Posto Planalto II, situado na Rodovia PI 130, bairro Cerâmica Cil, zona Sul de Teresina.

“De acordo com os autos, a vítima encontrava-se em um posto de gasolina, quando o acusado chegou ao local e a chamou para conversar. Nessa ocasião, o denunciado teria surpreendido a vítima, efetuando contra ela disparos de arma de fogo, que provocaram o seu óbito”, informa o magistrado Antônio Nollêto na decisão.

Conforme o TJ-PI, o magistrado impôs, ainda, as medidas cautelares de não se ausentar temporariamente ou definitivamente do município de sua residência sem a devida autorização do Juízo, comparecer mensalmente à CIAP (Central Integrada de Alternativas Penais) para informar e justificar as suas atividades, comparecer a todos os atos do processo para os quais for intimado, informar ao Juízo sobre eventual mudança de endereço e não praticar outras condutas delitivas.

"Não se deve esquecer que o § 4.º, do artigo 282, do CPP prevê, em caso de descumprimento das obrigações impostas, a imposição de outra medida em cumulação e, como medida extrema, a decretação da prisão preventiva”, finaliza o juiz no texto decisório.

Facebook
Indicado para você
Veja também