Viagora

Reunião discute implantação do Orçamento Participativo (OPA) em Floriano

O encontro foi com a presença de lideranças comunitárias e representantes de bairros para falar sobre o Orçamento Participativo (OPA), que será implementado no município este ano.

Nessa sexta-feira (26), as Secretarias das Relações Sociais (Seres) e do Planejamento (Seplan) realizaram, em Floriano, reunião com lideranças comunitárias e representantes de bairros para falar sobre o Orçamento Participativo (OPA), que será implementado no município este ano.

Segundo o Governo do Piauí, o OPA é o primeiro instrumento de inserção da população no orçamento público anual. Em 2023, foram contempladas Teresina e Parnaíba e, neste ano, será expandido para Floriano, Picos e Piripiri, municípios que têm mais de 50 mil habitantes.

De acordo com o secretário do planejamento, Washington Bonfim, o OPA tem a diretriz de ajudar na mobilização das comunidades de bairros. "O OPA tem essa diretriz de ajudar na mobilização das comunidades de bairros, especialmente aqueles bairros mais carentes, e proporciona a oportunidade de obras de infraestrutura, calçamento, asfalto, quadra de esporte, academias populares, brinquedos na praça, espaços de lazer, e aí a população define a sua prioridade. Nós, gestores, analisamos a viabilidade técnica e adequação das obras a serem realizadas com investimento público do governo estadual", explicou.

A comunidade é capaz de eleger suas prioridades para o bairro, por meio do OPA, participando diretamente na escolha das obras a serem executadas no local.  É um importante recurso para a participação popular no direcionamento das necessidades de cada região, que proporciona uma gestão integrada e eficaz do poder público como a população.

Além disso, a novidade da segunda edição do OPA será a maior abrangência do programa, que contará com a participação de Teresina, Parnaíba, Picos, Floriano e Piripiri, um investimento de R$ 65 milhões para os piauienses. 

Facebook
Indicado para você
Veja também