Viagora

OAB-PI solicita reposição de medicamentos para crianças à Sesapi

A Diretoria da Assistência Farmacêutica informou que está em duas frentes de atuação para a compra da medicação Leuprorrelina.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seccional Piauí, solicitou providências à Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi), sobre as denúncias que foram apresentadas por pacientes, por conta da falta do medicamento leuprorrelina 3,75 mg, indicado por clínicos gerais e utilizado por crianças no tratamento contínuo de puberdade precoce.

No ofício nº 313/2022, a Comissão de Direito da Saúde da OAB relatou que a retomada do fornecimento do medicamento de forma gratuíta está prevista apenas para o dia 17 do mês de agosto deste ano, um prazo extenso que causa grandes prejuízos para as crianças, sobretudo carentes, no decorrer do rigoroso tratamento.

De acordo com o médico e advogado Williams Cardec da Silva, presidente da Comissão de Direito da Saúde, foi solicitado a adoção das providências cabíveis no sentido de reestabelecer os serviços pela rede pública do Estado.

“Assim, solicitamos a adoção das providências cabíveis no sentido de reestabelecer os serviços pela rede pública do Estado, com a distribuição gratuita dos medicamentos, considerando a necessidade de uso recorrente, bem como o valor exacerbado cobrado no setor privado”, destaca.

Outro lado

Procurada pelo Viagora, a Diretoria da Assistência Farmacêutica da Fármácia do Povo, através da assessoria informou em nota que a compra dos medicamentos já tem prazo de entrega.

Confira abaixo a nota na íntegra:

A Diretoria da Assistência Farmacêutica informa que está em duas frentes de atuação para a compra da medicação Leuprorrelina: uma, em fase de empenho junto à Secretaria de Estado da Saúde, com prazo de entrega em até 30 dias, e outra, com a compra emergencial, com previsão de entrega em até 15 dias.

Facebook
Indicado para você
Veja também