Piauí

Ministério Público faz inspeção nas unidades prisionais de Altos

Foram ouvidos também alguns dos apenados recolhidos nas referidas unidades prisionais acerca dos procedimentos adotados e da rotina nas unidades.
25/06/2021 19h18 - atualizado

Nesta semana, o Ministério Público do Estado do Piauí, por intermédio da 56ª Promotoria de Justiça de Teresina, realizou inspeções nas Unidades Prisionais do município de Altos.

As unidades inspecionadas foram a Colônia Agrícola Major César Oliveira, Casa de Detenção Provisória ‘Cap. Carlos José Gomes de Assis’, Cadeia Pública de Altos ‘Antônio José de Sousa Filho’ e Unidade de Apoio Prisional (UAP).

Na oportunidade, a representante do MPPI, promotora de Justiça Liana Lages, titular da 56ª Promotoria de Justiça de Teresina, observou o adequado fornecimento de água e alimentação aos apenados e como é realizado o procedimento de triagem nas unidades prisionais inspecionadas.

A promotora também entrevistou alguns dos apenados recolhidos nas referidas unidades prisionais acerca dos procedimentos adotados e da rotina nas unidades, não constatando indícios da prática de tortura nos estabelecimentos prisionais.

Conforme se observou nas inspeções, em prevenção à disseminação da Covid-19, o contato com familiares é realizado de forma virtual e os atendimentos com advogados são agendados e realizados na forma virtual e presencial.

Durante a inspeção, em diálogo com a gerência de cada unidade, foi observada a realização da vacinação dos recolhidos, por faixa etária, e identificada a adoção de medidas de segurança, por parte da Diretoria de Inteligência da Secretaria de Justiça do Estado, para manutenção da segurança dos internos e dos policiais penais, assim como para prevenção de conflitos.

Mais na Web