Coronavírus no Piauí

Pesquisa aponta que Teresina tem 134.570 pessoas com coronavírus

Os dados foram apresentados pelo prefeito Firmino Filho, na manhã desta quarta-feira (26), durante videoconferência com a imprensa.
26/08/2020 18h04 - atualizado

Conforme a 18ª Pesquisa de Investigação Sorológica, realizada pela Prefeitura entre 21 e 23 de agosto, em Teresina, o número de positivados para a Covid-19 é de 134.570 pessoas.

Os dados foram apresentados pelo prefeito Firmino Filho, na manhã desta quarta-feira (26), durante videoconferência com a imprensa. O número de positivados é seis vezes maior que os 21.804 casos confirmados oficialmente pelo Centro de Operações de Emergência (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS) no momento da coleta dos dados.

“Estamos iniciando uma nova série de pesquisa, com intervalo de duas semanas, e com uma marca diferente de teste. Isso altera os resultados e, por isso, não podemos comparar com os dados das etapas anteriores”, explicou o prefeito Firmino Filho.

De acordo com a sondagem, a cidade possui 18.248 pessoas com infecção recente, o que significa que estão com o vírus ativo e na fase de transmissão. Já quanto à infecção remota, que representa o número de imunes, a quantidade foi de 34.594.

De acordo com a pesquisa, a zona Norte aparece sem nenhum caso de positivado para a Covid-19 nesta etapa. A zona Sudeste lidera o ranking de casos e registrou 42% de pessoas infectadas com o Coronavírus. Em seguida aparece a zona Sul, com 32% dos casos. Já a zona Leste confirmou 26% das pessoas da região com a doença.

Esta etapa da sondagem não registrou casos positivados nas pessoas com idade acima de 70 anos e nas crianças e adolescentes de 0 a 14 anos. A faixa etária entre 55 a 69 anos foi a mais infectada com o novo Coronavírus e apresentou 26% dos casos.

Em seguida aparecem as idades entre 25 a 34 anos e 45 a 54 anos, com 21% dos casos. Por último, as faixas etárias de 15 a 24 anos e 35 a 44 anos registraram 16% dos casos positivos para a Covid-19.

O prefeito também apresentou dados relativos aos atendimentos a síndromes gripais na rede de saúde da capital.

“Se observamos a média móvel da última semana, podemos ver que o número chega a ser quase a metade dos atendimentos registrados no pico da Covid-19 em Teresina. No dia 24 de agosto foram atendidas 1.513 pessoas com sintomas gripais, enquanto que lá em 30 de junho, durante o pico, foram 2.822 atendimentos. É uma queda significativa, mas 1.500 pessoas sendo atendidas com suspeita de Covid-19 em um dia é quantidade muito grande. A doença tem caído, no entanto, ainda não desapareceu. Precisamos seguir com todos os cuidados possíveis”, destacou o prefeito.

Mais na Web