Política

Teresa Britto quer mais ações contra aumento de queimadas no Piauí

De acordo com a parlamentar, o problema das queimadas já vem desde o mês de junho e deve piorar até dezembro.
29/08/2021 07h29 - atualizado

Na última terça-feira (24), a deputada estadual Teresa Britto (PV) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), para alertar e cobrar mais ações do poder público com relação ao aumento das queimadas em todo o estado.

De acordo com a parlamentar, a problemática já vem desde o mês de junho e deve piorar até dezembro.

  • Foto: Kelvyn Coutinho/ViagoraDeputada Teresa Britto (PV).Deputada Teresa Britto (PV)

“Precisamos cobrar uma posição do Governo do Estado e das prefeituras com relação às queimadas, senão vamos permanecer em silêncio como estamos desde junho e a degradação do meio ambiente acontecendo”, pontuou.

Foi aprovado na Casa Legislativa um requerimento apresentado pela deputada solicitando a realização de audiência pública, ainda sem data marcada, para discutir o aumento das queimadas no estado.

“Já vemos essa problemática desde junho só aumentando, mas não vemos nenhuma ação ou políticas de enfrentamento delas por parte do poder público. Aliás, esse é um problema que acontece todos os anos e não vemos acontecer nada para evitar. Sabemos que tem os fenômenos da natureza, que podem resultar também em queimadas, mas a maioria são praticadas pelo ser humano, por falta de uma consciência ambiental. São pequenos roçados, bitucas de cigarro jogadas, mas a maioria é na roça para produzir agricultura de subsistência. Mas, porque o Governo do Estado não instala a Patrulha Agrícola para dar apoio ao homem do campo?”, questionou.

Ainda segunda a deputada, um trabalho efetivo da Patrulha Agrícola pode dar apoio e orientação aos pequenos e médios agricultores do estado sobre como preparar a terra para plantar a semente sem o uso do fogo.

“Na audiência pública vamos debater e trazer os principais órgãos do Estado e do município, Corpo de Bombeiros, Ministério Público, Meio Ambiente para discutir medidas preventivas e urgentes sobre as queimadas. A tendência é só piorar nos próximos meses e nós não podemos deixar isso acontecer”, destacou.

Políticas públicas para os jovens

Teresa Britto solicitou uma audiência na Comissão de Direitos Humanos e Juventude para discutir as ações efetivas de políticas públicas para os jovens piauienses e outra para debater as ações preventivas que estão sendo tomadas para combater as queimadas que destroem a natureza nessa época do ano.

Ela também pediu ao Governo do Estado, através de requerimentos, a regularização do pagamento da Cooperativa dos Médicos Anestesistas, a urgência na regularização do fornecimento de medicamentos pela Farmácia do Povo, a perfuração de um poço tubular em Itaueira, a recuperação da PI-140, também naquela região.

Conforme a deputada, ela requereu ainda a instalação de uma Companhia de Polícia Militar em Cajueiro da Praia, a construção de um sistema de captação, armazenamento e distribuição de água em localidades rurais de Pavussu, a recuperação da estrada entre União e o povoado David Caldas, uma ponte de concreto sobre o rio Itaueira, na localidade Matanço, também em Pavussu.

À Prefeitura de Teresina, Teresa Britto solicitou a liberação de uma emenda de sua autoria para a instalação de um poço tubular nas localidades Baixo Parnaíba e Soturno, o calçamento da rua Urano, no Satélite e o não fechamento das maternidades do Buenos Aires, Promorar e Dirceu.

Mais na Web