Política

“Todo mundo sabe que o Ciro Nogueira é um predador”, diz Robert Rios

O ex-deputado e candidato a vice-prefeito na chapa de Dr. Pessoa (MDB) fez críticas ao senador Ciro Nogueira (Progressistas), que participa da campanha de Kleber Montezuma (PSDB).
20/11/2020 18h15

Na manhã desta sexta-feira, 20 de novembro, a empresária Gessy Fonseca (PSC) convocou uma coletiva de imprensa para anunciar que vai apoiar a candidatura de Dr. Pessoa (MDB) no 2º turno das eleições municipais em Teresina.

Na ocasião, estiveram presentes o presidente estadual do MDB, senador Marcelo Castro, o coordenador da campanha de Dr. Pessoa, o ex-ministro João Henrique (MDB), e o ex-deputado e candidato a vice na chapa, Robert Rios (PSB).

Robert Rios falou sobre o apoio que Dr. Pessoa vem recebendo de políticos como o governador Wellington Dias (PT), e fez críticas ao senador Ciro Nogueira (Progressistas), que participa da campanha do candidato Kleber Montezuma (PSDB).

“O PT tem um projeto e nós temos outro. Outro projeto que eu digo é que são projetos incompatíveis. Agora o PT vai ter que escolher, e é uma escolha muito simples, ou escolhe o projeto Ciro ou escolhe o projeto Dr. Pessoa. E não só o PT, mas todo mundo vai ter que escolher, porque o Ciro tem um projeto para 2022. Tudo que o Ciro quer é arrebatar o cofre da prefeitura, para através dele chegar ao cofre do Governo do Estado. Todo mundo sabe que o Ciro é um predador. Aonde ele chega, nem erva nasce mais. Por onde ele passou, ele deixou a marca de traição e robalheira. Ele foi para o Lula, traiu o Lula, foi para a Dilma, traiu a Dilma, foi para o Temer, traiu o Temer, foi para o Bolsonaro, vai trair o Bolsonaro. Se abraçou com o Wellington para ser eleito senador e traiu o Wellington”, declarou.

  • Foto: Luís Marcos/ViagoraRobert RiosRobert Rios (PSB).

O ex-deputado ainda comentou sobre as alegações feitas pela campanha tucana, de que Dr. Pessoa estaria fugindo dos debates políticos.

“O Pessoa quer debate. Diferente do que estão pensando, o Pessoa topa o debate e quer o debate. Ele quer debater lá na Ceasa, com os usuários da Ceasa, leve o Kleber para lá. O Pessoa quer debater com os professores no sindicato dos professores, leve o Kleber para lá. O Pessoa quer debater no sindicato dos médicos, leve o Kleber para lá. O Pessoa quer debater com os desempregados, leve o Kleber para lá. O Kleber quer debater aonde? Esse 2º turno o debate é com o povo, com as categorias, com os sindicatos, com as associações, e onde ele quiser debater o debate está aceito”, disse.

Robert ainda afirmou que não faz críticas a Kleber Montezuma, mas sim aos nomes que estariam “por trás” da sua candidatura.

“Eu nunca ataquei o Kleber, até porque eu não ataco o que não existe, eu não sou caça fantasma. Eu ataco o Ciro e o Firmino, que estão por trás do Kleber. Por trás do Kleber, está todo o poderio, toda a truculência da Lava Jato. O Kleber é um pobre coitado. Eu ataco é o Ciro, que é o príncipe da Lava Jato no Piauí, o príncipe da Lava Jato no Brasil. São 28 processos na Lava Jato. Não foi azar, a má sorte de ter um ou dois processos, porque às vezes acontece com qualquer um. Mas são 28 processos. O Ciro comandou toda a robalheira da Lava Jato, financiou todo o partido dele com a Lava Jato, e todo o país sabe disso. Eu não vou atacar o Kleber, ele é um homem de bem, inocente. Tão inocente que está no meio disso”, finalizou.

Mais na Web