Viagora

Covid: Piauí não exigirá prescrição médica para vacinar crianças

De acordo com o secretário Florentino Neto, assim que os imunizantes forem encaminhados pelo Ministério da Saúde as crianças de 5 a 11 anos devem começar a serem vacinadas.

Na manhã desta segunda-feira (27), o secretário estadual de saúde do Piauí, Florentino Neto, informou que o estado irá vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 sem a exigência de prescrição médica.

De acordo com o secretário, assim que os imunizantes forem encaminhados pelo Ministério da Saúde as crianças devem começar a serem vacinadas. Segundo ele, o Piauí se posicionou desde o início da pandemia a favor da ciência e da vida.

“Fomos o segundo estado brasileiro a protocolar junto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o documento solicitando a análise técnica para vacinação desse público de 5 a 11 anos”, declara

O gestor lembra que o estado também começou a vacinar os adolescentes antes mesmo do envio das doses pelo Ministério da Saúde. “Para o governador Wellington Dias vacinar todos os piauienses sempre foi uma prioridade”, disse.

Conforme o secretário, a previsão é de que os imunizantes destinados para a vacinação das crianças cheguem no Piauí em janeiro de 2022. A vacina da Pfizer é a única aprovada no Brasil para esse público. As crianças também terão que receber a primeira e a segunda dose da mesma vacina.

Herlon Guimarães, superintendente de Atenção Básica a Saúde e Municípios da Secretaria de Estado da Saúde, destaca que toda a equipe técnica da atenção básica do estado já está revendo a logística de recebimento e encaminhamento das vacinas.

“Seguiremos a logística de distribuição que estamos aplicando desde o início da imunização do estado. A partir do momento que o ministério nos informar do envio das doses, teremos o pessoal capacitado para recebê-las e encaminhar para nossa rede de frio, e de lá fazer a distribuição pelo estado. Qualquer recomendação especifica para essas doses que seja comunicada ao estado, nós definiremos a melhor maneira de garantir a chegada dos imunizantes até as crianças piauienses”, finalizou.

Facebook
Indicado para você
Veja também