Política

“Ele chegou agora menor”, diz Kleber Montezuma sobre Dr. Pessoa

Na ocasião, Kleber aproveitou para agradecer aos votos que recebeu, destacando que no início da campanha ele apareceu com 3%.
15/11/2020 23h49 - atualizado

O candidato do PSDB, Kleber Montezuma, fez declarações na noite deste domingo (15) sobre o resultado das eleições municipais em Teresina. O candidato fez críticas aos institutos de pesquisa e ao candidato Dr. Pessoa, que também irá disputar o segundo turno.

Na avalição de Kleber Montezuma, os teresinenses devem ficar atentos aos institutos de pesquisas, que segundo ele, causam “terrorismo”, e alerta que esses institutos irão aparecer novamente durante a campanha do 2° turno.

“A primeira declaração que eu devo fazer é no sentido de alertar aos teresinenses sobre esses institutos de pesquisas que fazem terrorismo aqui na cidade de Teresina [...] Teresina desmente categoricamente esses institutos, que vão voltar no 2° turno querendo apresentar nomes, números, que são verdadeiras feke news. Os teresinenses devem ficar primeiro vacinados contra esses institutos que se transformam em instrumento de propaganda política”, comenta o candidato.

  • Foto: Lucas Klisman/ViagoraCandidato Kleber Montezuma (PSDB) na votaçãoCandidato Kleber Montezuma (PSDB).

Segundo Kleber, Dr. Pessoa teve uma queda na porcentagem nesta eleição para prefeito, em comparação com a eleição passada, o que na avalição dele, significa que Teresina tem olhado para o candidato de “um modo diferente”.

“A segunda questão que eu acho importante dizer é de que o nosso oponente, ao contrário das eleições passadas que ele foi candidato, ele chegou agora menor, por que? Na eleição passada ele teve 40% dos votos, e agora teve bem menos. Significa dizer que a cidade de Teresina está olhando pra ele de um modo diferente”, afirma.

Na ocasião, Kleber aproveitou para agradecer aos votos que recebeu, destacando que no início da campanha ele aparecia com 3% dos votos, e que a população de Teresina levou ele para o segundo turno.

“A terceira questão importante é agradecer ao teresenses. Nós tínhamos apenas 3% quando começamos a nossa campanha. Dizia ele que ia ganhar no 1° turno, ele perdeu, ele não ganhou. Nós chegamos, graças ao povo de Teresina, ao segundo turno [...] Eu espero que aqueles que esconderam meu oponente no 1° turno, agora liberem para que ele venha debater os grandes problemas e desafios da cidade”, disse o candidato do PSDB.

Mais na Web