Coronavírus no Piauí

Estado não pode obrigar médico adotar medicamento, diz Wellington

De acordo com o governador, com as medidas do final de semana o Piauí ultrapassou o índice de isolamento do Maranhão, que adotou o lockdown.
18/05/2020 15h37 - atualizado

Nesta segunda-feira (18), o governador Wellington Dias realizou uma transmissão ao vivo para apresentar os resultados das medidas adotadas no Piauí durante esse final de semana e afirmou que foi alcançado o resultado esperado.

De acordo com o governador, o índice do isolamento social do estado, que vinha registrando 42%, teve um aumento para 55,4% do domingo, superando inclusive o estado do Maranhão que adotou a medida de lockdown.

“O resultado foi muito positivo, nós tivemos nesse período fizemos medidas como interrupção de transporte urbano, restringindo o que abre e o que não abre com uma operação voltada para a Lei Seca. Eu quero aqui agradecer a todas as equipes em todos os municípios [...] Resultado: o Piauí, que vinha com um índice de isolamento social muito baixo, nós alcançamos 55,4%. Pra gente ter uma noção, comparando com os nossos irmãos do estado do Maranhão, que tomaram uma medida de acordo com a realidade do Maranhão, de lockdown, e aqui no estado do Piauí nos tivemos 55,4% no ultimo domingo e o Maranhão, 47/48%”, disse o governador.

  • Foto: DivulgaçãoGovernador Wellington DiasGovernador Wellington Dias

Wellington parabeniza as grandes cidades do estado, que conseguiram manter bons índices de isolamento e ressalta que o Piauí ficou entre os estados com os maiores índices de isolamento do Brasil nesse fim de semana.

“E eu quero comemorar também Teresina, a capital, as maiores cidades onde também esse crescimento foi bastante elevado. Além do isolamento social elevado, isso resulta, para que todos compreendam, em menos contaminação. A gente teve um período que o índice de isolamento estava na casa dos 42%, e havia a necessidade de tomarmos ali uma decisão [...] Pra se ter uma ideia, nós ficamos entre os maiores isolamentos sociais do Brasil, para que todos possam compreender, nós chegamos ao terceiro/quarto lugar do Brasil”, comenta Wellington.

O governador disse ainda que, com as medidas restritivas do fim de semana, com fiscalizações em todos os 224 municípios, o Piauí atingiu o resultado esperado, evitando que mais pessoas transmitissem a Covid-19.

 “Comparado com a semana anterior, nós chegamos a 42,33%, e de 15 a 17 foi em média 50,7%. Significa mais ou menos que 450 mil pessoas que estavam em movimentação, portanto alcançamos o resultado que foi planejado, e isso garante que menos pessoas remitiram coronavírus”, disse Wellington.

Uso de medicamentos

Durante a transmissão ao vivo o governador comentou ainda sobre o uso de medicamentos no tratamento de paciente contaminados pela Covid-19, e afirmou que um grupo de estudo trabalha para aperfeiçoar cientificamente novos protocolos para o uso. Wellington disse ainda que o estado não pode obrigar os médicos a usarem “esse ou aquele medicamento”.

“Ha pouco eu estava em uma reunião com cientistas, com a participação dos reitores da Universidade Federal, Estadual, juntamente com pessoas da academia, médicos, farmacêuticos, diretores de hospitais, enfim, tratando da organização de um grupo de trabalho que já apresentou e está trabalhando o aperfeiçoamento de dois protocolos para acompanhar, cientificamente, as experiências com os vários medicamentos colocados na nossa rede. Acertamos ali o que vai ser responsabilidade do Estado, em parceira com a Universidade Federal, ampliando os laboratórios, garantindo as condições dos medicamentos, como já diz nosso protocolo. Desde o final de março o Piauí já adota o protocolo para uso de medicamentos diversos de acordo com a decisão médica, ou seja, o Estado não pode obrigar o médico a adotar esse ou aquele medicamento”, afirma o Wellington Dias.

Mais na Web