Coronavírus no Piauí

Governo inicia distribuição do segundo lote da CoronaVac no Piauí

O Ministério da Saúde estabeleceu que a prioridade dessa remessa de imunizantes devem ser para os idosos acima de 60 anos e pessoas com deficiência assistidos em instituições de longa permanência.
26/01/2021 19h03 - atualizado

O Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), iniciou, nesta terça-feira (26), a distribuição para os municípios das 11 mil doses da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

De acordo com a Sesapi, a quantidade é referente ao segundo lote de imunizantes que o Estado recebeu do Ministério da Saúde como parte do Plano Nacional de Imunização.

Ainda segundo a Sesapi, as gestões municipais vão receber, de forma equânime, 5.500 doses, quantitativo suficiente para a primeira dose da vacina, já que, no caso da CoronaVac, deve ser administrada com um prazo de 28 dias entre a primeira e a segunda dose. O restante ficará adequadamente acondicionado na Rede de Frio, que é a central de armazenamento de vacinas, até a data da distribuição.

O Ministério da Saúde estabeleceu que a prioridade dessa remessa de imunizantes devem ser para os idosos acima de 60 anos e pessoas com deficiência assistidos em instituições de longa permanência, indígenas aldeados e trabalhadores da saúde envolvidos no atendimento aos pacientes com o novo coronavírus.

O secretário Florentino Neto disse que cada município ficará encarregado, por meio de suas secretarias da Saúde, pelo cadastro e vacinação de todos os públicos-alvos, assim como vem ocorrendo com os profissionais da saúde que já estão sendo vacinados.

“Essa nova remessa de vacinas nos dá a possibilidade de ampliar e acelerar o processo de imunização no estado, para que possamos em breve começar a vacinar outras prioridades”, explicou o secretário.

Mais na Web