Política

“Não batemos o martelo”, diz Dudu sobre cargo na gestão de Dr. Pessoa

O vereador petista afirmou que ainda não há um consenso sobre uma possível pasta a ser ocupada pelo seu partido no futuro governo de Dr. Pessoa.
18/12/2020 14h15 - atualizado

O prefeito eleito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), irá anunciar o secretariado completo para a sua gestão na Prefeitura Municipal na próxima segunda-feira, 21 de dezembro. Diversos partidos que estiveram junto com o emedebista no 1º e 2º turnos das eleições tiveram espaço para indicarem nomes para compor a lista.

Nesta sexta-feira, 18 de dezembro, o Viagora conversou com o vereador reeleito Dudu (PT), que comentou sobre a indicação de um nome do partido para assumir um cargo na gestão de Dr. Pessoa. Para Dudu, o PT é uma sigla forte na capital e no estado, e merece um cargo onde possa ter grande participação na gestão da cidade.

“Nós apostamos na mudança em Teresina há muito tempo. Nós lançamos um candidato [a prefeito] e fomos para a campanha no 2º turno com o Dr. Pessoa, que venceu com a marca dessa mudança. Nós estamos agora com três vereadores do PT que estarão na Câmara prontos para ajudar nessa gestão da mudança. Quanto à participação, eu tenho dito que se for para o PT participar de forma diminuta, onde ele não possa apresentar grandes resultados, o importante é dar sustentação a tudo que for de importante para a cidade, mas não dá para o PT, do tamanho que é, com a bancada de 7 deputados estaduais, 2 federais, o Governo do Estado, e aí a gente não ter essa força conjunta na gestão. Se houver um espaço condizente com o nosso tamanho, nós vamos estar, com certeza, na gestão”, disse.

  • Foto: Luis Marcos/ViagoraVereador DuduVereador Dudu

O parlamentar confirmou ainda que foi oferecida aos petistas uma pasta no futuro governo do prefeito eleito, mas que, em sua opinião, não condizia com a representação que o partido tem e com os resultados que pode apresentar.

“Foi oferecido para o PT uma pasta que, na minha opinião, não tem como o PT apresentar nesse conjunto de forças que a gente tem, uma frente de trabalho à altura do PT. Da bancada de sustentação do Pessoa na Câmara, nós temos um número de vereadores igual ao número do MDB, que é o partido dele. Nós somos um partido que tem 12% dos vereadores de Teresina, então para acomodar um partido desse, não pode ser simplesmente um espaço onde não se tenha condição de dar a resposta à altura”.

“Se tiver uma pasta com o PT que se construa 100 km em calçamento, com a bancada estadual, transforma-se em 200 km, com a bancada federal, transforma-se em 300 km, chamando o Governo do Estado, transforma-se em 400 km. O PT, onde ele tiver, vai ampliar recursos, devido ter as bancadas municipal, estadual e federal, e nós, enquanto bancada, traçamos uma estratégia de estarem todas as bancadas fazendo uma gestão em Teresina conjuntamente, não somente os vereadores”, afirmou.

Apesar da data em que o secretariado completo será anunciado por Dr. Pessoa, Dudu disse que as negociações com o PT ainda estão em aberto e que ainda não foi tomada uma decisão.

“Ainda não temos um consenso. Com o PT, ainda não tem o martelo batido. Nesse momento, nós entendemos que o Pessoa, a partir do próximo ano, vai pegar uma prefeitura com muitas dificuldades, principalmente devido aos desdobramentos dessa pandemia. Não vai ter mais auxílio emergencial, que injetava uma quantidade de dinheiro razoável em Teresina, nós vamos ter os efeitos negativos, que é a fome e o desemprego. Então a sua equipe deve estar muito ocupada com isso, mas o PT também tem muita responsabilidade, de não assumir algo que não possa dar conta”, finalizou.

Mais na Web