Coronavírus no Piauí

Não tem mais recurso do Ministério da Saúde para Covid, diz Dr. Gilberto

Segundo Dr. Gilberto, este ano não foi recebido nenhum aporte financeiro do Ministério da Saúde para Teresina.
01/03/2021 16h06 - atualizado

O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Dr. Gilberto Albuquerque, falou, na manhã desta segunda-feira (1º), sobre a falta de financiamento para gastos com a Covid-19, por parte do Ministério da Saúde.

Segundo o presidente, o recurso para as despesas com o coronavírus ocorreu até a data de 31 de dezembro de 2020. E este ano não foi recebido mais nenhum aporte financeiro para esses gastos. Gilberto disse ainda, que essas despesas estão sendo custeadas pela FMS e Prefeitura de Teresina.

  • Foto: Luís Marcos/ViagoraPresidente da FMS de Teresina, Gilberto Albuquerque.Presidente da FMS de Teresina, Gilberto Albuquerque.

“Ano passado o Ministério da Saúde tinha um aporte financeiro para despesas com a Covid, isso ocorreu até 31 de dezembro. Então não existe mais recurso do Ministério da Saúde para Covid, essas despesas estão sendo custeadas pela Fundação Municipal de Saúde e Prefeitura de Teresina”, disse.

De acordo com Dr. Gilberto, diante das dificuldades financeiras, não há como pagar as insalubridades de 40% para os trabalhadores.

“Não há como, diante das dificuldades financeiras, haver esse aporte financeiro do município para pagar essas insalubridades de 40% então ela voltou aos números normais de antes”, afirmou o presidente.

Mais na Web