Coronavírus no Piauí

Prefeitura de Teresina decretará lockdown por 4 dias antes da retomada

De acordo com Washington Bonfim, a medida se dá devido à queda no nível de transmissão do vírus em Teresina, mas para isso, a prefeitura irá adotar medidas mais rígidas de quinta a domingo na capital.
30/06/2020 09h50 - atualizado

Nessa terça-feira (30), o membro do Comitê Gestor de Medidas de Enfretamento da Covid-19, Washington Bonfim, confirmou que a Prefeitura de Teresina irá decretar lockdown, quando há bloqueio total na circulação de pessoas, de quinta-feira (02), até o próximo domingo (05), para que seja feita a reabertura de alguns setores na segunda-feira (06).

De acordo com Washington Bonfim, a medida de reabertura gradual de alguns setores se dá devido à queda no nível de transmissão do vírus em Teresina, o que possibilitou a autorização de alguns setores, mas para isso, a prefeitura irá adotar medidas mais rígidas de quinta a domingo na capital.

  • Foto: Lucas Dias/ Gp1Mercado fechadoMercado fechado

“Temos notícias relativamente boas, já praticamente duas semanas temos o índice de transmissão do vírus girando na casa de 01, o que é o nível recomendado a partir da OMS, então se analisando essa questão dos demais indicadores, especial esse de casos de óbitos. E sim, nós vamos fazer uma restrição de quinta a domingo”, disse o membro do comitê.  

Segundo Bonfim, no dia 06 de julho só será permitido a retomada dos setores de Construção Civil, Arquitetura, Engenharia e lojas de materiais de construção especificamente para entregas, o atendimento ao público ainda não será permitido.   

“Nesse primeiro momento as atividades agrícolas, as atividades de indústria de transformação, especialmente as ligadas à construção civil, Arquitetura, Engenharia, vão ser autorizadas, e também os serviços relativos ao comércio. Como nós explicamos ontem, em respeito aos dados e a segurança do processo, essa fase 01 ela terá duas etapas: uma etapa que inicia dia 06 e uma outra etapa que se iniciaria no dia 13 de julho”, afirma.

Washington Bonfim explica ainda que o comércio varejista só será autorizado a funcionar a partir do dia 20 de julho, quando der início à segunda fase da retomada, seguindo as restrições de 50% da capacidade operacional e em um único turno com carga horária de 6h.

“A partir da próxima semana se inicia de maneira lenta, gradual, esse processo de abertura. Teto operacional de 50% das atividades, turno único, e em alguns setores, como o setor de construção civil, apenas comércio delivery e entrega na calçada. A partir do dia 13, ambos os setores, aí no dia 20 teremos uma segunda fase, aí ela deve envolver o comércio varejista”, explica o membro do Comitê Gestor de Medidas de enfretamento da Covid-19.

Mais na Web