Viagora

Eleição forma lista-tríplice para Procuradoria Geral de Justiça do Piauí

A lista tríplice- foi formada nesta segunda-feira (12), após votação. Uma PEC aprovada pela Alepi em abril deste ano tentou proibir que promotores disputassem o cargo, mas foi barrada pelo STF.

A lista tríplice que vai ser enviada ao governador do Estado, Wellington Dias, para a escolha do Procurador-Geral de Justiça do Piauí foi decidida através de eleição, nesta segunda-feira (12). A lista é composta somente por promotores de Justiça. 

Os três escolhidos foram Cleandro Alves de Moura (atual Procurador-Geral), com 106 votos; Paulo Rubens, com 91 votos; e Hugo de Sousa Cardoso, com 82 votos.

O novo Procurador Geral de Justiça vai atuar no biênio 2017/2019.

  • Foto: DivulgaçãoPromotores Hugo Cardoso, Cleandro Moura e Paulo RubensPromotores Hugo Cardoso, Cleandro Moura e Paulo Rubens

Os outros concorrentes eram o promotor Antônio Rodrigues de Moura, promotor Elói Pereira de Sousa Júnior, promotor Eny Marcos Vieira Pontes, procurador Hosaías Matos de Oliveira e a procuradora Zélia Saraiva Lima.

Cada membro do Ministério Público do Piauí em efetivo exercício podia votar em até três candidatos diferentes.

Veja a votação de cada um:

Cleandro Alves de Moura: 106 votos
Paulo Rubens Parente Rebouças: 91 votos
Hugo de Sousa Cardoso: 82 votos

Eny Marcos Vieira Pontes: 48 votos
Elói Pereira de Sousa Júnior: 46 votos
Zélia Saraiva Lima: 42 votos 
Antônio Rodrigues de Moura: 29 votos
Hosaías Matos de Oliveira: 14 votos

Polêmica 

Em abril deste ano uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) foi aprovada na Assembleia Legislativa do Piauí, no sentido de impedir que promotores de Justiça concorressem ao cargo máximo do Ministério Público, restringindo o direito apenas a procuradores. Após recurso da Associação Piauiense Ministério Público, o ministro Alexandre Moraes proferiu decisão liminar, suspendendo os efeitos da PEC. 

Facebook
Indicado para você
Veja também