Viagora

"Meu nome está cotado para deputado federal", declara major Diego

O ex-candidato a prefeitura de Teresina, Diego Melo falou sobre seus planos para as eleições deste ano e seu destino partidário.

O ex-candidato a prefeito de Teresina, major Diego Melo (Patriotas) falou ao Viagora  sobre seus planos para as eleições deste ano e seu destino partidário.

O major destaca que está alinhado com o grupo de oposição, liderado pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (Progressistas), com o objetivo de apresentar uma opção à população piauiense.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraMajor Diego, candidato a prefeito de Teresina pelo Patriota.Major Diego Melo

“Eu vou estar com esse grupo que vai estar encabeçado pelo Ciro Nogueira. Estou conversando com o Dr. Sílvio Mendes e com o ministro Ciro, já um encontro com os bolsonarianos em Picos, tem um agora dia 29 em Campo Maior, e nós estamos alinhados com a oposição, com o objetivo de apresentar ao povo do Piauí uma opção distante do PT, de união de oposição para poder vencer”, disse.

Segundo o major, seu nome está a disposição para a pré-candidatura à deputado federal no grupo de oposição junto com o ex-prefeito Sílvio Mendes e a deputada Iracema Portella, pré-candidatos ao Governo do Piauí e que o candidato ainda será escolhido no mês de fevereiro.

“Meu nome está à disposição, quem são os nomes cotados, eu sou soldado meu nome está cotado para deputado federal nesse grupo me cotaram, os nomes cotados são do doutor Sílvio Mendes e da deputada Iracema Portella. O acordo que há é que nós vamos discutir quem vai ser o candidato agora em fevereiro, não é indicação do ministro”, afirmou.

Diego ressalta que o objetivo é unir forças na oposição fazendo a chance de vencer nas eleições deste ano. “Meu objetivo hoje é de união, porque o governo é muito forte e está no quarto mandato e a gente unindo a oposição tem chance de vencer, dividindo a gente se enfraquece, é a minha compreensão”, declarou.

Questionado sobre seu destino partidário, o major afirma que ainda está no Patriotas, mas que deverá ir para o PL ou Progressistas, onde já recebeu convites.

“Eu estou hoje ainda no Patriotas, já pedi para sair, como dirigente, presidente, mas por conta uma questão burocrática. A minha conversa hoje está com o PL e o Progressistas, eu tenho o convite de ambos. Como militar da ativa eu só me filio na convenção, então eu tenho até agosto para decidir isso, mas na minha conversa eu devo estar em um desses dois partidos por convite deles dois, com mais tendência, sinceramente, para o PL por ser o próximo partido do presidente”, explicou.

Facebook
Indicado para você
Veja também