Coronavírus no Piauí

COE recomenda fiscalização nas festas de fim de ano no Piauí

O governador Wellington Dias se reuniu, na última terça-feira (22), com o COE, para avaliar o cenário atual da Covid-19 e medidas de enfrentamento estabelecidas para o período festivo no estado.
29/12/2020 07h36 - atualizado

O governador Wellington Dias se reuniu, na última terça-feira (22), com o Comitê de Operações Emergenciais (COE), para avaliar o cenário atual da Covid-19 e medidas de enfrentamento estabelecidas para o período de festas no Piauí.

As forças de segurança e a vigilância sanitária foram convocadas para intensificar a fiscalização em todo o estado, para minimizar a propagação do vírus durante o Natal e a virada de ano, quando tradicionalmente a população se reúne para festejar.

De acordo com o Governo do Estado, dados mostram um quadro de estabilidade nas infecções e mortes pelo coronavírus no Piauí. O desafio apontado pelas autoridades é alertar a população que a pandemia permanece e continuam indispensáveis os cuidados relacionados à proteção individual e coletiva, com distanciamento social e uso da máscara.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), estabeleceu uma norma de que os eventos festivos de fim de ano, não poderão reunir mais que 100 pessoas, independente do tamanho do espaço em que é realizado.

Ainda segundo a Sesapi, os eventos drive in são exceção. Fica mantido o limite de até 1 mil espectadores no espaço onde acontece a apresentação artística, sendo 4 pessoas por veículo. O objetivo é permitir as comemorações, garantindo segurança.

Segundo Wellington Dias, os programas de proteção no Natal e Réveillon, serão mantidos, com atenção especial para regiões como Picos, Piripiri, Parnaíba, Luís Correia, Cajueiro da Praia.

Os dados da Sesapi apontam que, o estado do Piauí apresenta risco baixo para o coronavírus, com média diária de 9 óbitos e 397 novos casos da doença por dia.

Mais na Web